18 métodos antigos de higiene egípcios que nunca usaríamos hoje



1. Cabeças raspadas: Para homens e mulheres no Egito antigo, os piolhos provaram ser um grande incômodo. Eles expulsavam essas pragas simplesmente cortando todo o cabelo! É verdade que a elite usava perucas como símbolo de status

2. Mastigar ervas: Você ficaria assustado se visse um escriba com comida presa nos dentes? Pelo menos, podia ser um sinal de que ele tinha um hálito com cheiro decente. Egípcios antigos mastigavam todos os tipos de folhas perfumadas para combater a halitose

3. Usar sombra: com base em sua maquiagem pesada, os egípcios adorariam a tendência emo dos anos 2000. Além do impressionante efeito visual, a sombra e o rímel ajudavam a deter os fortes raios do sol do Saara

4. Cavar seu próprio banheiro: somente os muito ricos e poderosos podiam comprar banheiros internos, e até esses estavam muito distantes dos tronos de porcelana que desfrutamos hoje. Todos os outros tinham que cavar um pequeno poço para atender ao chamado da natureza

5. Tomar muitos laxantes: os médicos da época acreditavam que o corpo precisava ser lavado regularmente para prevenir doenças. O método escolhido era um laxante poderoso, que era algo difícil para a maioria das pessoas, que precisava cavar seus próprios banheiros



6. Lavar roupa no rio: dependendo de onde você mora, lavar a roupa em um corpo de água próximo pode não ser uma opção ruim. Mas como o Nilo já foi um depósito de lixo humano, suas roupas “limpas” saíam menos que impecáveis

7. Hidratar com gordura animal: para proteger a pele do ar árido do deserto, as mulheres esfregavam o rosto com sebo – pedaços de gordura animal processada. Não só funcionava, mas a gordura derretida ajudava a mantê-las refrescadas!

8. Creme dental caseiro: os primeiros egípcios tinham uma visão surpreendentemente inovadora quando se tratava de higiene bucal. Usando paus de cerdas, eles escovavam com uma pasta caseira, que costumava conter sal, casca de ovo e cascos de boi queimado entre seus ingredientes

9. Banhar-se com estranhos: poucas pessoas tinham o luxo de desfrutar de uma banheira privada. A maioria dos egípcios antigos cuidava da limpeza em instalações públicas, que eram fechadas, se tivessem sorte!

10. Usar maquiagem à base de insetos: na verdade, várias linhas de maquiagem modernas contêm produtos de origem animal. O batom egípcio não era diferente, pois se baseava principalmente em formigas e besouros amassados ​​para pigmentação. Isso devia tornar o beijo interessante!

11. Teste de gravidez não ortodoxo: as mulheres do Egito inventaram uma maneira interessante de descobrir se estavam grávidas. Urinavam em pilhas separadas de cevada e trigo e, se uma das sementes crescesse, isso indicava que estavam esperando

12. Usar toneladas de perfume: a popularidade dos aromas com canela e mirra ao redor do Nilo não era apenas para encobrir o mau cheiro. Muitos egípcios acreditavam que os perfumes tinham associações religiosas, pois representavam as essências dos deuses



13. Fazer manicure regularmente: se você ficar presa no passado devido a um mau funcionamento da viagem no tempo, a boa notícia é que você ainda pode manter as unhas com uma aparência bonita. De fato, as manicures eram muito estimadas

14. Deixar as sobrancelhas na régua: ainda hoje, um artista de sobrancelhas profissional ficaria impressionado com as ferramentas que os egípcios antigos tinham em seu arsenal de glamour. Para manter as sobrancelhas afiadas, eles desenvolveram todo tipo de ferramentas…

Se você puder acreditar, eles tinham versões de tesouras, pinças e até espelhos. É reconfortante saber que a vaidade não é apenas uma tendência do século XXI! É verdade que alguns egípcios escolhiam raspar completamente as sobrancelhas.

15. Repelente de insetos elevado: muito antes da invenção do repelente de insetos, os egípcios ricos combatiam mosquitos e pernilongos de uma maneira muito cara: construíam seus quartos em cima de torres! Supostamente, ventos muito altos impediriam enxames de pragas

16. Ostentar muita hena: usando o pó coletado da planta de hena esmagada, os norte-africanos foram os primeiros a decorar seus braços, corpos e rostos. Em particular, as noivas ostentavam esses desenhos intrincados durante seus casamentos

17. Circuncisão: escravos e faraós do sexo masculino praticavam a circuncisão, o que promovia a limpeza física e espiritual, eles pensavam. A parte que assustaria as pessoas modernas, no entanto, é que eles a tratavam como um ritual de passagem da infância à masculinidade

18. Cura da dor de cabeça: a esfinge pode ter perdido o nariz, mas outros egípcios sofreram mais. Como outras culturas antigas, eles praticavam trepanagem – a prática de perfurar um buraco no crânio para aliviar a pressão

FONTE