Mata marido para receber dinheiro do seguro mas sua ex-esposa ainda era a beneficiária

Uloma Curry-Walker, de 45 anos, poderá receber prisão perpétua sem liberdade condicional pela morte de William Walker, com quem se casou apenas quatro meses antes.



Ela pediu à sua filha de 17 anos e ao namorado dela para encontrar alguém para matar seu marido para que ela pudesse receber o dinheiro do seguro.

Seu marido ainda não havia mudado o beneficiário da apólice de seguro do nome de sua ex-mulher para Curry-Walker quando ele foi morto, então foi a ex-mulher que recebeu o dinheiro.