Esta mulher consegue cheirar a doença de Parkinson



Joy Milne's husband

O marido de Joy Milne morreu aos 65 anos, ele trabalhou como anestesista  antes de ser diagnosticado com Parkinson aos 45 anos de idade.

Joy notou que algo havia mudado no seu marido muito antes de ser diagnosticado com Parkinson.

Ela disse: “O cheiro dele mudou, é difícil descrever. Não foi de repente. Foi a longo prazo. O cheiro ia ficando cada vez mais forte”

A Joy ligou esse odor ao Parkinson depois de ingressar na instituição de caridade Parkinson’s UK e conhecer pessoas com o mesmo odor distinto.

Por acaso, ela mencionou isso aos cientistas em uma palestra. Eles ficaram intrigados.

A Universidade de Edimburgo decidiu testá-la e ela foi muito precisa.

Médicos



O Dr. Tilo Kunath, especialista na doença de Parkinson no Reino Unido na escola de ciências biológicas da Universidade de Edimburgo, foi um dos primeiros cientistas com quem Joy falou.

Ele disse: “A primeira vez que testamos a Joy, recrutamos 12 pessoas, 6 pessoas com Parkinson e as outras 6 sem a doença.

“Fizemos eles usarem uma camisola por um dia e depois pegaram as camisolas, ensacaram e numeraram.

“O trabalho dela era nos dizer quem tinha Parkinson e quem não tinha.

“Sua precisão foi de 11 de 12. Ficamos muito impressionados.”

Dr Kunath acrescenta: “Nós dissemos a ela que tinha falhado em apenas um e ela respondeu: não falhei em nenhum, uma pessoa do seu grupo tem ou vai ter Parkinson em breve”

“Mas essa pessoa a quem se referia não tinha Parkinson.”

Dr. Tilo Kunath



“Mas oito meses depois, essa pessoa me informou que lhe havia sido diagnosticado com Parkinson.”

“Afinal Joy não falhou em uma pessoa, na verdade ela acertou com precisão as pessoas que tinham a doença.

“Isso realmente nos impressionou e tivemos que nos aprofundar nesse fenómeno”.

E isso é exatamente o que eles estão fazendo.

Os cientistas acreditam que as mudanças na pele das pessoas com Parkinson precoce produzem um odor particular ligado à condição.

Eles esperam encontrar a assinatura molecular responsável pelo odor e, em seguida, desenvolver um teste simples, como limpar a testa de uma pessoa com um cotonete.