Homem com coronavírus sofre ereção durante quatro horas provocada pela doença



Um homem francês de 62 anos infetado com coronavírus sofreu priapismo – uma condição médica caracterizada por uma ereção de longa duração -, um efeito do vírus que até agora não era conhecido.

De acordo com vários meios de comunicação franceses, o caso aconteceu no Centro Hospitalar de Versalhes em Le Chesnay, uma região perto de Paris, e o paciente esteve durante quatro horas com a ereção. A condição foi provocada por vários coágulos de sangue que ficaram “presos” no pénis,  segundo relataram os médicos após drenarem a zona.



A coagulação sanguínea tem sido reportada como uma complicação perigosa da Covid-19, mas até agora não tinha sido relatado nenhum caso como este. Os médicos alertam agora para o priapismo como uma condição médica que pode ser provocada pela doença Covid-19.

O paciente deixou os cuidados intensivos após estar duas semanas ligado a um ventilador.

Portugal regista esta quarta-feira mais três mortes causadas pela covid-19 do que na terça-feira e mais 313 infetados, cerca de 70% dos quais na Região de Lisboa e Vale do Tejo, divulgou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico da DGS, o número de mortos relacionadas com a covid-19 ascende aos 1.579, enquanto os casos confirmados desde o início da pandemia totalizam 42.454. FONTE