Mulher com distúrbio psiquiátrico raro desmaia sempre que ouve a palavra “sexo”

Uma mulher de Cincinnati de 35 anos que sofria de um distúrbio psiquiátrico raro que a fazia desmaiar toda vez que ouvia a palavra “sexo”, alegava ter sido agredida sexualmente pelo namorado que se aproveitou de sua condição.




Segundo a mulher, seu namorado dizia várias vezes a palavra “sexo” de propósito para que ela desmaiasse e assim poder ter relações sexuais à vontade sem ela se queixar.




Durante o julgamento, o juiz teve que instruir os advogados a usar os termos “nookie” ou “blank” em vez de “sexo”, para que a mulher não desmaiasse no tribunal.

O réu foi considerado culpado e sentenciado a 7 a 25 anos de prisão.