Pagou 1000€ ao médico de família para aconselhar a esposa a fazer-lhe s*xo oral

Um casal do Porto foi a uma unidade de Saúde Familiar. O casal ia lá muitas vezes para acompanhamento de doença crónica não mencionada.



A esposa do homem saiu do consultório para ir à casa de banho e aproveitando o momento a sós, o homem tira um envelope do bolso e entrega ao médico. Este surpreso abriu o envelope e viu 1000€ em notas de 100.

“Esse dinheiro é para si, só tem de aconselhar a minha esposa a fazer-me s*xo oral 4 vezes por semana. Diga que isso faz bem ou qualquer outra coisa.”, disse o homem.

“Senhor, isso não é correto, me desculpe mas não vou aceitar.”, disse o médico.

O médico recusa-se a ser médico de família do casal apresentando a justificação  ao Director do Centro de saúde.